top of page

Clínica da Gávea promove debate para profissionais de saúde sobre formas de prevenir suicídio


No mês dedicado à prevenção ao suicídio, o Rio será palco de um evento dedicado aos médicos, psicólogos, enfermeiros e demais profissionais que atuam na área de saúde mental.





No dia 17 de setembro, das 9h às 13h, no Hotel Hilton, em Copacabana, o seminário “Suicídio: como identificar riscos, prevenir e tratar?”, promovido pela Clínica da Gávea, reunirá um time de especialistas no assunto.


“Esse evento tem como objetivo debater o tema de forma ampla, detalhada e cuidadosa. É preciso abordá-lo sem medo. O tabu muitas vezes impede que informações valiosas sejam compartilhadas com todos”, adianta o psiquiatra Jerson Laks, diretor-médico da Clínica da Gávea e um dos organizadores do encontro.


A programação do seminário, que também terá transmissão on-line, conta com palestras, mesa redonda e debate de profissionais e acadêmicos da área. Eles discutirão tópicos que vão desde a identificação de riscos, passando por possíveis tratamentos, prevenção e reflexões acerca do estigma que o tema carrega em nossa sociedade.


O encontro faz parte da campanha Setembro Amarelo, que desde 2014 é organizada em todo o território nacional pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM). A Clínica da Gávea, organizadora do evento, é uma instituição sediada na Zona Sul do Rio que, desde a década de 1960, atua no segmento de psiquiatria e dependência química e seus mais variados distúrbios.


Estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2019 apontou que, por ano, cerca de 700 mil pessoas cometem suicídio em todo o mundo. Apenas no Brasil esse número chega a 14 mil pessoas, ou 38 por dia. Esses dados alarmantes ficam ainda mais sensíveis quando levamos em conta a subnotificação e os impactos da pandemia de Covid-19 na saúde mental da população mundial.


Comments


bottom of page