top of page

As perspectivas e os desafios para a saúde mental em 2023

Nos últimos anos, a importância de se debater e dar a devida atenção ao tema da saúde mental tem crescido em todo o mundo. Autoridades, médicos e entidades ligadas à saúde tem demonstrado cada vez mais preocupação com o assunto. Isso se deve também aos impactos da pandemia de Covid-19, cujos efeitos têm contribuído para o aumento expressivo no número de transtornos mentais, afetando milhões de pessoas em todo o planeta.




O acentuado aumento de demanda na área de saúde mental faz com que, apesar de existir estrutura pública e privada de atendimento à população, seja necessário também um fortalecimento de políticas públicas voltadas para essa área. Sobrecarregadas, as estruturas públicas e privadas podem não ser capazes de responder à demanda.

Nesse sentido, chama atenção a possibilidade de criação de uma secretaria de saúde mental já no próximo ano. Tal secretaria, ligada ao Ministério da Saúde, teria como objetivo nortear e direcionar os debates e investimentos públicos sobre o tema, mudando o patamar de importância desse setor.

Caso alcance o status de secretaria, a expectativa é que as iniciativas de conscientização, prevenção e tratamento de questões relacionadas à saúde mental recebam maior investimento e atenção, contribuindo assim para o devido enfrentamento desse problema.

Em meio a uma verdadeira epidemia de transtornos mentais que se espalha por todo o mundo, a possível criação de uma secretária de saúde mental pode fortalecer e dar maior visibilidade às políticas públicas e trazer maiores investimentos para a área.

Saúde mental é coisa séria, e proporcionar qualidade de vida e bem-estar para todas e todos é uma necessidade imprescindível para a construção de um mundo mais harmonioso e saudável.


Comments


bottom of page