top of page

Ansiedade: o que é, sintomas, tratamentos e como afeta os jovens no Brasil

A ansiedade é uma reação normal que todos nós experimentamos em situações estressantes ou desafiadoras, como antes de uma apresentação importante ou em uma entrevista de emprego. No entanto, quando a ansiedade se torna excessiva e persistente, ela pode se transformar em um transtorno de ansiedade, uma condição de saúde mental que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, incluindo jovens no Brasil.



De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 10% da população mundial sofre com transtornos mentais, o que corresponderia, aproximadamente, a 720 milhões de pessoas. O Brasil é o país que lidera o ranking de ansiedade e depressão na América Latina, com quase 19 milhões de pessoas com essas condições. Além disso, um estudo recente realizado pela empresa Docway evidenciou uma elevação de 36,5% nos diagnósticos de pacientes com transtornos de ansiedade em 2022.

Os transtornos de ansiedade são caracterizados por sintomas comportamentais, fisiológicos, cognitivos e emocionais intensos e persistentes, como medo irracional, preocupação constante, dificuldade em controlar os pensamentos ansiosos, tensão muscular, sudorese, palpitações, entre outros. Existem diferentes tipos de transtornos de ansiedade, como o transtorno de ansiedade generalizada, o transtorno do pânico, o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e a fobia social.

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para prevenir a progressão dos sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Os transtornos de ansiedade podem ser tratados com psicoterapia, medicamentos ansiolíticos ou uma combinação de ambos, dependendo do tipo e da gravidade dos sintomas. A terapia cognitivo-comportamental é considerada uma abordagem com bons resultados, ela ensina as pessoas a identificar e modificar padrões de pensamento disfuncionais e comportamentos que contribuem para a ansiedade.

No entanto, o acesso a serviços de saúde mental de qualidade ainda é um desafio no Brasil, especialmente para jovens que enfrentam dificuldades financeiras ou geográficas para acessar esses serviços. Além disso, a pandemia de COVID-19 agravou a situação, uma vez que muitas pessoas têm enfrentado desafios emocionais e psicológicos decorrentes do isolamento social, da incerteza e do estresse.

Para enfrentar esse desafio, muitos jovens estão recorrendo a serviços de saúde mental online, como a telemedicina, que têm sido uma opção viável para pessoas que têm dificuldade em acessar serviços de saúde mental presenciais, especialmente em regiões remotas ou com escassez de recursos de saúde. De acordo com um estudo da empresa Docway, os atendimentos totais de telemedicina cresceram 22,1% em 2022, e as consultas de psiquiatria e psicologia cresceram 1.290%, um salto significativo.

Em resumo, a ansiedade é uma condição de saúde mental que afeta muitas pessoas em todo o mundo, incluindo jovens no Brasil. Embora existam tratamentos eficazes disponíveis, muitas pessoas ainda enfrentam desafios para acessar serviços de saúde mental de qualidade. Nesse contexto, a Clínica da Gávea oferece o NIAG, um setor exclusivo para o atendimento e tratamento de crianças e adolescentes acometidos por transtornos psiquiátricos, e desenvolveu também um serviço de Telemedicina, proporcionando a mesma excelência que é marca registrada da Clínica no conforto de sua casa.


Comments


bottom of page